quinta-feira, Abril 24, 2014

Gerais 2014: ataque armado frustra início do recenseamento na Gorongosa nesta quinta-feira (24)

Oito brigadas móveis do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE), estacionadas na Vila Sede do distrito de Gorongosa desde o início da actualização do recenseamento eleitoral para as Gerais de 15 de Outubro deste ano, devido a guerra que continua no centro de Moçambique, tentaram na manhã desta quinta-feira (24) iniciar o seu trabalho no seguimento das negociações entre o Governo e a Renamo. Contudo a ocorrência de um ataque armado na região da serra da Gorongosa obrigou ao retorno das brigadas de recenseamento que haviam-se dirigido para Vunduzi-Sede, Mucodza, Chionde, Phiro, Mussicave, Nhataca e Domba.

Residentes de Nampula questionam eficácia de novas obras públicas

Em Nampula, no norte de Moçambique, a população está preocupada com a qualidade dos empreendimentos inaugurados na semana passada, pelo presidente, Armando Guebuza e questionam os métodos de aplicação dos financiamentos concedidos ao governo moçambicano.

Nampula questiona eficácia de novas obras públicas 3:45

Entre esses  empreendimentos estão o novo sistema de abastecimento de água à cidade de Nampula, da barragem de Nacala e da estrada que liga a províncias central da Zambézia e de Nampula, no norte, num troço de mais de 100 quilómetros, financiados pelo Governo dos Estados Unidos da América.

Gerais 2014: PIMO queixa-se de problemas na recolha de assinaturas de apoio ao seu candidato presidencial

Depois do Movimento Democrático de Moçambique, o Partido Independente de Moçambique também acusa a Frelimo de ter instruído os seus órgãos, com destaque para os grupos dinamizadores, a impedirem a recolha de assinaturas de apoio aos candidatos presidenciais das outras formações políticas um pouco por todo o país. “Este partido não tem cultura de democracia. É anti-democrático. Os seus membros julgam-se acima da lei e das instituições do Estado. Se obstruem o trabalho da oposição, com quem vão concorrer nas eleições? Sozinhos?”, questiona Ya-qub Sibind, presidente e candidato do PIMO.

Faltando 6 dias para o fim do recenseamento:

Inscritos 77,7% dos eleitores

Até a manhã de hoje, quinta-feira (24), foram inscritos 6.424.570 eleitores em todo o país, correspondente a 70,3 por cento de universo de 9.143.923 eleitores previstos para recensear até ao dia 29 de Abril.

Governo cansa-se e ameaça realizar eleições sem a Renamo

O chefe da delegação do governo no diálogo político com a Renamo garantiu, esta quarta-feira, que as eleições presidenciais, legislativas e das assembleias provinciais previstas para 15 de Outubro vão acontecer, mesmo com a ausência da Renamo, o maior partido político na oposição.

Governo e Renamo sem consenso sobre missão de observadores internacionais

Teve lugar esta quarta-feira em Maputo mais uma ronda de diálogo entre o governo e a Renamo, sem que as partes chegassem a consenso quanto às funções dos observadores internacionais, que vão monitorar a cessação de hostilidades. Ver o vídeo (TIM)

Procurador-Geral ignora escândalo do Tribunal Administrativo e ilicitude da pré-campanha de Nyussi

O Procurador-Geral da República, Augusto Paulino, apresentou, recentemente, na Assembleia da República (AR), o Informe Anual sobre o Estado Geral da Justiça, referente a 2013. Para não fugir à regra, o documento não trouxe nenhuma novidade, tendo-se limitado a esquivar os inúmeros casos de injustiça, corrupção, insegurança e perseguição política. O escândalo do Tribunal Administrativo, a campanha ilegal do candidato da Frelimo às eleições gerais do presente ano, Filipe Nyusi, sob o amparo do Presidente da República e com recurso a meios de Estado, são alguns casos ignorados ou tratados de forma superficial pelo magistrado.

CNE confirma que militares da Renamo irão garantir a segurança das brigadas do recenseamento

A CNE confirmou hoje de manhã, em conferência de imprensa, que está em curso a deslocação das 9 brigadas que ainda se encontravam paralisadas no Distrito de Gorongosa, para o recenseamento das populações das regiões afectadas pelo conflito político-militar.

De acordo com o porta-voz da CNE, Paulo Cuinica, esta decisão foi tomada a luz das negociações entre o Governo e a Renamo ontem. As brigadas deveram avançar para o terreno sem a escolta da Policia da República de Moçambique (PRM), sendo que a segurança dos brigadistas e membros da CNE central que irão acompanhar este processo deverá ser assegurada pelos homens Renamo. Igualmente, afirmou que os brigadistas não irão pernoitar nestas regiões, isto é, no final do dia deverão ser transportados para locais mais seguros.

BRIGADAS DO STAE VÃO RECENSEAR POPULAÇÕES DE GORONGOSA

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) disse ter garantias dadas pela Renamo, maior partido da oposição em Moçambique e ex-movimento rebelde, visando enviar brigadas de recenseamento para as zonas do distrito de Gorongosa, província central de Sofala, onde o processo não tinha arrancado, em consequência da tensão político-militar.

O entendimento resultante das negociações entre o governo e o então movimento rebelde é o elemento chave que, segundo a CNE, permite enviar as brigadas para os nove locais em que o processo, a terminar terça-feira, deve arrancar.
Os locais onde as brigadas vão trabalhar são a Casa Banana, EPC de Vunduzi, Nhataca, Chionde, Tsikiri, Mussikazi, Piro e Mukodza.

Fonte: AIM – 24.04.2014

OLDEMIRO BALÓI INICIA VISITA A BIELORRÚSSIA

O Ministro moçambicano dos Negócios Estrangeiros, Oldemiro Balói, inicia na manhã de quinta-feira uma visita oficial de três dias à República de Bielorrússia, a convite do seu homólogo daquele país europeu, Vladimir Makei.

Cresce número de portugueses a pedir nacionalidade moçambicana e angolana

Os dados de Portugal sobre dupla nacionalidade não permitem oficializar a tendência, mas basta alguns contactos com candidatos ou juristas para concluir que é crescente o número de pedidos dos portugueses, pelo menos para Angola e Moçambique.
Os últimos dados oficiais de Portugal sobre dupla cidadania constam do Censos 2011, elaborado pelo Instituto Nacional de Estatística: existem em Portugal 210.218 pessoas, mais de metade das quais mulheres, que acumulam a nacionalidade portuguesa com uma outra.

quarta-feira, Abril 23, 2014

RENAMO FORMALIZA PEDIDO PARA ADIAMENTO DO RECENSEAMENTO ELEITORAL

A Renamo, o maior partido da oposição em Moçambique e antigo movimento rebelde, já formalizou o seu pedido para a prorrogação do período de recenseamento eleitoral actualmente em curso em todo o território nacional.

O anúncio foi feito terça-feira por António Muchanga, porta-voz do líder da Renamo, Afonso Dhlakama, em declarações ao canal de televisão independente TIM. 

Para permitir o recenseamento de Dhlakama

Governo cede e envia as 8 brigadas, para o recenseamento nas regiões afectadas pela conflito militar


Segundo noticias avançadas pela STV, o Governo de Moçambique, acabou por aceitar o pedido formulado pelo partido Renamo para o envio das 8 brigadas que se encontravam paralisadas devido a tensão politico-militar no Distrito de Gorongosa, sem a protecção das Forcas de Defesa e Segurança. 
De referir que na tarde de hoje, o Governo havia recusado aceder ao pedido alegando que não poderia enviar os 40 brigadistas sem garantias de segurança para os mesmos, todavia, no final da noite chegaram a consenso e a segurança dos mesmos será prestada pelas forcas da Renamo. 
Ao que tudo indica, esta solicitação da Renamo, tem em vista garantir o recenseamento do seu Presidente, Afonso Dlhakama, que se via na eminência de ficar fora da corrida para as eleições e seus militares.

Fonte: Boletim sobre o processo político em Moçambique Número EN 15 - 23 de abril de 2014 

CASO DE RAPTO E ASSASSINATO NA BEIRA: Réu confessa crime e altera depoimento

O réu Nelson Gentino Benhane, em julgamento desde ontem acusado nos crimes de rapto e assassinato de dois menores no bairro de Macurungo, na cidade da Beira, confessou ao Tribunal Judicial de Sofala o seu envolvimento nos crimes, sublinhando que o fez com o objectivo de matar as vítimas e não de obter algum ganho pecuniário.

Mais de 90% dos convocados para Serviço Militar em Manica, Moçambique, faltaram

Um total de 127 mancebos, dos 140 convocados no primeiro turno de 2014, faltou ao chamamento para a sua incorporação no Serviço Militar em Manica, centro de Moçambique, disse hoje à Lusa fonte do centro de recrutamento.

"Eu, se fosse ao Dr. Paulino, enviava a quem me nomeou um pedido de demissão por incompatibilidade moral de exercer cabalmente o cargo nestas condições"

MARCO DO CORREIO por Machado da Graça
minuce@gmail.com

Olá amigo Tivane

Como vai a vida? Tudo bem? Do meu lado está tudo normal.
Só que, como acontece todos os anos, por esta altura, estou bastante incomodado.
E, como nos outros anos, incomodado por causa da ida do nosso Procurador-geral da República ao Parlamento falar do estado da Justiça no país.
E este incómodo, objectivo e pessoal, deriva do facto de o Dr. Augusto Paulino ser uma pessoa por quem tenho consideração. Daí se tornar mais de­sagradável vê-lo metido na situação que se repete.
Num país em que o Executivo está, permanente­mente, a acrescentar novos atropelos à legalidade à já longa lista anterior, não invejo a posição de um PGR, que foi nomeado pelo chefe desse mesmo Executivo. É uma posição insustentável.

GOVERNO REPUDIA ATAQUES DA RENAMO

O governo moçambicano repudia os ataques perpetrados, terça-feira, pela Renamo, maior partido da oposição, contra as Forças de Defesa e Segurança (FDS), em Nhaulunga, zona de Mucoza, a cerca de 10 quilómetros de Santugira, na província central de Sofala, que culminaram com a morte de dois militares das forças governamentais e o ferimento de quatro civis.

Aquisição de novos contentores para cidade da Beira



O presidente do conselho municipal da Beira disse na Sessão da Assembleia Municipal que a aquisição de contentores para a cidade da Beira era imperiosa pois a Bancada da Frelimo chumbara a proposta no mandato passado. Vamos rever a matéria.

Fonte: TIM - 23.04.2014

Provedora de Justiça poderá investigar distribuição de comida na campanha do ANC

A Provedora sul-africana da Justiça, Thuli Madonsela, poderá investigar três queixas contra o partido no poder, o Congresso Nacional Africano (ANC, sigla em inglês), acusado de estar ter usado fundos públicos durante a sua campanha eleitoral para vários fins, dentre os quais a distribuição de comida.
O porta-voz da Provedora de Justiça, Oupa Segalwe, fez saber esta terça-feira (22) que a queixa foi apresentada pelos partidos Aliança Democrática (DA), a maior força da oposição, e Agang SA, formação política da académica, defensora dos direitos humanos e activista da luta contra o apartheid Mamphela Ramphele.

Luta de poderes deixa Cruz Vermelha de Moçambique em estado de falência

Está instalada a crise na Cruz Vermelha de Moçambique (CVM), a maior organização de assistência e apoio humanitário no país. Trabalhadores, Secretariado Executivo e Conselho Directivo estão de costas voltadas por causa de uma alegada gestão ruinosa, que deixou a instituição com avultadas dívidas e, praticamente, numa situação de falência.
No centro da confusão está Américo Ubisse, secretário-geral (SG) da organização, que é acusado, pelos trabalhadores e parte dos membros do conselho nacional, e defendido por outra.

Consumidor passa a devolver produto ou serviços com defeitos

O consumidor poderá devolver um produto ou serviço, tendo este algum defeito ou não, bastando apenas que o comprador se sinta arrependido de ter comprado o mesmo e apresente argumentos. Tal situação vem salvaguardada na regulamentação da Lei do Consumidor apresentada publicamente há dias e que deverá ser encaminhada ao Conselho de Ministros.

Países asiáticos interessados em gás moçambicano

A exploração de gás natural poderá representar 20% do PIB moçambicano já em 2020. O mercado asiático parece ser um dos mais interessados nas grandes reservas por explorar. Mas Moçambique terá de melhorar infraestruturas.
As análises mais otimistas apontam para que 2018 seja o ano em que Moçambique comece a exportar gás natural em maior escala, já que só nessa altura deverão estar concluídas as infraestruturas necessárias à produção e escoamento do produto. Ler mais (Deutsche Welle)

Gerais 2014: problemas no reconhecimento de assinaturas de apoiantes devem-se à omissão da lei

A Direcção Nacional dos Registos e Notariados refuta as acusações feitas pelo Movimento Democrático de Moçambique na semana passada, segundo as quais estaria a dificultar o reconhecimento de assinaturas dos proponentes da candidatura de Daviz Simango ao cargo de Presidente da República e diz que o problema se deve à omissão da legislação eleitoral, que não especifica o tipo de reconhecimento (por semelhança das assinaturas ou por presença do indivíduo) deve ser feito.
É que, como explica Carla Guilaze, directora nacional dos Registos e Notariados, a anterior legislação dizia que o reconhecimento das assinaturas dos apoiantes das candidaturas devia ser feito por semelhança, o que dispensava a presença da pessoa no acto, porém, durante a aprovação da actual (legislação), que depois foi revista, este aspecto foi negligenciado, deixando tudo ao critério dos notários.

Afonso Dhlakama diz que sem a Renamo não haverá eleições gerais

O líder do principal partido da oposição, Afonso Dhlakama, ameaçou impedir as eleições gerais, caso o seu partido não participe no escrutínio, numa entrevista divulgada hoje pelo Canal de Moçambique.
A entrevista, de quatro páginas, é a primeira de Afonso Dhlakama nos últimos três meses, depois de ter falado a órgãos de comunicação sociais moçambicanos e estrangeiros, algures a partir da Serra da Gorongosa, centro do país, onde se refugiou em Outubro do ano passado, quando foi desalojado do seu acampamento por uma ofensiva do exército.

Vice ministra justifica censura a imprensa privada

A vice-ministra da Planificação e Desenvolvimento, Amélia Nakhare, justificou ontem a interdição da imprensa privada da cobertura da cerimónia da chegada dos restos mortais das vítimas do acidente do voo da LAM, na passada segunda-feira, como forma de "preservar a privacidade das famílias enlutadas".
Nakhare disse, ainda, que a TVM, único canal que foi concedido o direito de transmissão em directo da chegada dos restos mortais ao país, tinha orientações para distribuir as imagens aos restantes canais televisivos.
“A intenção era não expor as famílias enlutadas à muita agitação. Mas a TVM sabia que devia ceder as imagens a outros canais e foi isso que aconteceu”, disse.


Fonte: O País online - 23.04.2014

Isto é legal?

Fonte: Mural de António Zefanias

Dois militares mortos e cinco feridos em ataque no centro

Um confronto entre as forças governamentais e homens armados ligados à Renamo, maior partido da oposição em Moçambique, fez hoje dois mortos e cinco feridos na Gorongosa, Sofala, disseram hoje à Lusa várias fontes.

terça-feira, Abril 22, 2014

Família de Mido Macia continua à espera que se faça justiça

Mido Macia foi assassinado em fevereiro de 2013. Mas a família do taxista moçambicano que vivia na África do Sul ainda não recebeu uma indemnização e o julgamento do caso não avança. A família quer saber porquê.

Em fevereiro do ano passado, Mido Macia foi algemado à parte de trás de uma viatura da polícia sul-africana e, depois, foi arrastado pelas ruas de Joanesburgo ao longo de centenas de metros. A cena ficou registada em vídeo e correu o mundo. Mido Macia foi encontrado morto na sua cela.

MAIS UMA INSTITUIÇÃO DO ENSINO SUPERIOR NASCE NO PAÍS

O governo autorizou hoje a abertura de mais uma instituição de ensino superior em Moçambique.
Trata-se do Instituto Superior de Ensino Aberto e à Distancia (ISEAD), propriedade da Bela Soluções e Tecnologias, SA. Sedeado na zona de Belo Horizonte, distrito de Boane, na província de Maputo.
O decreto que autoriza a criação desta instituição, que deverá ministrar cursos de licenciatura e Mestrado, foi aprovado na 12ª sessão ordinária do Conselho de Ministros, que esta terça-feira teve lugar em Maputo.
O ISEAD é uma instituição de direito privado, dotada de personalidade jurídica e goza de autonomia administrativa, financeira, patrimonial e científico-pedagógica”, explicou Nkutumula.


Fonte: AIM - 22.04.2014

ROMON deixa trabalhadores na miséria em Nampula

Aos 70 anos de idade, 24 dos quais ao serviço da extinta Rodoviária de Moçambique–Norte (ROMON), Marques Namarepele, natural do distrito de Meconta, na província de Nampula, é um dos 337 cidadãos que, até à presente data, vive na miséria devido à falta de pagamento dos seus honorários e indemnizações equivalentes a 19 anos de trabalho naquela empresa, onde fabricava molas para veículos.

Sobre execuções sumárias em Murrupula-Nampula e Marracuene-Maputo

As duas bancadas da oposição na Assembleia da República, nomeadamente a Renamo e o MDM se indignaram e se indignam com o facto de o Procurador Geral da República não ter se pronunciado sobre as execuções sumárias supostamente perpretradas pela Polícia da República de Moçambique.

Estranhamente, a bancada do partido no poder, a Frelimo, não usou o maior tempo para questionar este crime macabro.


Mais estranho ainda é que os deputados dos círculos eleitorais de Nampula e Maputo, ainda pela bancada da Frelimo, ignoraram totalmente as execuções sumárias perpetradas em Murrupula-Nampula e Marracuane-Maputo. Ao contrário, a deputado Lúcia Xavier Afate da bancada da Renamo, usando o mínimo do tempo questionou o crime apesar de mesmo assim não ter despertado alguma atenção na pessoa do Procurador Geral da República.

A que conclusão podemos chegar perante este silêncio, tanto do PGR e da bancada da Frelimo, o partido no poder? 

Grupo brasileiro Vale investe em Moçambique 8 mil milhões de dólares

Os investimentos do grupo brasileiro Vale chegarão a 8 mil milhões de dólares com a conclusão, este ano, do projecto Corredor Logístico de Nacala, informou recentemente Sérgio Chitará, quadro da Vale Moçambique, citado pelo matutino Notícias, de Maputo.
De acordo com o calendário apresentado pela empresa, o corredor, orçado em 4,5 biliões de dólares e constituído por uma linha de caminho-de-ferro com uma extensão de 912 quilómetros a partir de Moatize, em Tete, e um porto de águas profundas, em Nacala-a-Velha, deverá ficar operacional em finais deste ano ou princípios do próximo.

Porto de Maputo, Moçambique, com mais dois rebocadores

A Companhia de Desenvolvimento de Porto de Maputo (MPDC, na sigla em inglês) lançou à água na passada semana dois rebocadores com 1750 cavalos-vapor cada para melhorar as condições de funcionamento do porto, informou a imprensa moçambicana.
O presidente executivo da MPDC, Osório Lucas, disse que os dois rebocadores – Sereia e Bulani – foram especificamente construídos para funcionamento no porto de Maputo tendo o par custado 15 milhões de dólares. Ler mais 

Cidadã angolana detida por tentativa de tráfico de duas jovens moçambicanas

A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve na semana passada, uma cidadã de nacionalidade angolana, identificada apenas pelo nome de Virgínia, por tentativa de tráfico de duas jovens de 23 anos de idade, na cidade de Maputo.
Segundo as autoridades policiais, a referida cidadã, pretendia levar as vítimas ao seu país supostamente para um trabalho de sexo.
A cidadã em causa foi detida mediante uma denúncia.
Uma outra cidadã de nacionalidade sul-africana identificada por Mthombi foi encontrada a desembarcar com 4.9 quilogramas de cocaína no Aeroporto Internacional de Mavalane, em Maputo.


Fonte: Folha de Maputo - 22.04.2014

Juiz legaliza detenção de Manish Cantilal

A detenção, no último sábado, 12 de Abril corrente, do empresário Moniz Carsane, mais conhecido nos meandros sociofamiliares por Manish Cantilal, indiciado de ser o mandante de quatro sequestros na capital do país, levanta o véu em relação a uma série de eventos relacionados com o crime organizado.
Na exaustiva investigação do Pro@Verdade, a nossa equipa de investigação apurou que Manish Cantital tornou-se, actualmente, no principal - Dealer – revendedor de recargas da maior empresa de telefonia móvel do país depois de vencer um concurso para o efeito. Sucede, porém, que um dos concorrentes que saiu derrotado do concurso “fez-lhe a cama” com a simulação de um suposto rapto da sua esposa.

Moscovo: Balói classifica de frutuosas conversações com Lavrov

O Ministro moçambicano dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Oldemiro Baloi, classificou de “frutuosas” as conversações que manteve hoje, em Moscovo, com o seu homólogo russo, Sergei Lavrov.
Segundo Baloi, “quando os Ministros dos Negócios Estrangeiros de Moçambique e da Rússia se encontram é sinal de um grande compromisso nas relações entre os dois países”.
O governante moçambicano prestou estas declarações na conferência de imprensa, bastante concorrida, que teve lugar no Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, logo após o encontro com o seu homólogo russo.

Mugabe ganha 4000 dólares por mês

O presidente do Zimbabwe, Robert Mugabe, revelou o valor do seu salário durante uma entrevista para o documentário "Robert Mugabe@90". Mugabe afirmou que recebe 4000 dólares por mês, o salário de chefe de Estado mais baixo da África Austral, segundo o News 24. 
Mugabe afirmou que está a receber 4000 dólares "só agora" acrescentando que "devemos reconhecer no momento os tempos difíceis", apesar de ser dono de uma mansão avaliada em 20 milhões de dólares no subúrbio chieque Borrowdale de Harare, onde a filha Bona casou em Fevereiro.


Fonte: SAPO - 22.04.2014

Forças de Defesa e Segurança trocam tiros com homens armados em Gorongosa

As Forças de Defesa e Segurança (FDS) e os homens armados da Renamo envolveram-se num tiroteio intenso, na manhã desta terça-feira (22), na Serra de Gorongosa, na província de Sofala, facto que forçou a população a abandonar a zona e refugiar-se na vila de Gorongosa, que dista cerca de 27km do local do confronto. No seguimento do confronto, uma ambulância militar deu entrada no Hospital Rural de Gorongosa. Entretanto, os militares, para além de cercarem a unidade sanitária e fortificarem as medidas de segurança, impediram a entrada das pessoas que acompanhavam os feridos. Presume-se que haja óbitos. Ler mais

Sobre a missão de observadores do cessar-fogo Governo e Renamo continuam sem consenso

O Governo e a Renamo voltaram, na segunda-feira, a não chegar mais uma vez a um consenso sobre o mandato da missão dos observadores que irão fiscalizar o cessar-fogo. 


Depois de na última ronda, o Governo, através do ministro dos Transportes e Comunicações, Gabriel Muthisse, ter dito aos jornalistas que a Renamo aceitava entregar as armas e integrar os seus homens, e que a prioridade era concluir os termos de referência, passando as exigências da Renamo a serem matéria de discussão no segundo ponto, referente às Forças de Defesa e Segurança, na segunda-feira, o mesmo Governo, representado pelo ministro da Agricultura, José Pacheco, veio dar o dito por nao dito, negando qualquer possibilidade de discutir a proposta da Renamo sobre a paridade nas FDS.

Participação de Afonso Dhlakama no recenseamento cada vez mais improvável

O Governo e a Renamo têm, a partir de hoje, menos de uma semana para criarem o ambiente de segurança exigido pelo líder da Renamo, Afonso Dhlakama, para participar no processo eleitoral.
Numa altura em que falta uma semana para o fim do recenseamento eleitoral, está cada vezmais improvável a participação de Dhlakama.
O líder da Renamo continua em parte incerta, vislumbrando-se cada vez poucas possibilidades do seu reaparecimento nos próximos dias, de forma a fazer o seu registo eleitoral, etapa fundamental para participar no processo eleitoral. Ler mais (O País)

– FRACO REEMBOLSO DOS “SETE MILHÕES” EM MOMA

Segundo, Araújo Momade, administrador distrital, de 2006 a 2013, este ponto do país recebeu cerca de 66,4 milhões de meticais, dinheiro usado para financiar 945 projectos de produção de comida, geração de renda e criação de postos de trabalho.

Os 3.215 mutuários usaram o dinheiro, implementando projectos em áreas tais como agricultura, comercio, pesca, pecuária e indústria, mas apenas reembolsaram aproximadamente 4,4 milhões de meticais, o correspondente a 7,45 por cento do valor disponibilizado.

José Nguila é o novo Director de Informação da TVM

Há mexidas substanciais na Televisão de Moçambique. Augusto Levy já não é Director de Informação da televisão pública nacional. Para o seu lugar foi indicado o jornalista José Nguila, conhecido pela sua vassalagem ao regime. 

Quem também voltou a subir na TVM é a jornalista Emília Moiane, que reassume o cargo de Chefe da Redacção, em substitução de Marta Odalah. Emília Moiane já esteve no cargo na era de Armindo Chavana, mas saiu, quando houve a nova remodelação, pois tinha como base de apoio o então primeiro-ministro Aires Ali.
Tal como Nguila, Emília Moiane é também conhecida por levar a cabo sessões de exaltação do regime, mascaradas de debates, em que, regra geral, a governação é apresentada como modelo.
Fonte da TVM disse ao CanalMoz que as recentes mexidas estão directamente ligadas às eleições que se avizinham, onde é preciso que a máquina propagandística da TVM esteja à altura de andar de mãos dadas com o partido Frelimo e o seu candidato. Segundo nos foi informado, estas duas pessoas são as mais indicadas para comandar a propaganda pró- regime e a marginalização da oposição e das vozes críticas da sociedade civil.



Fonte: Canalmoz - 22.04.2014




Homens armados voltam a atacar Moatize

Homens não identificados e que se acredita que sejam guerrilheiros da Renamo atacaram, na madrugada de domingo, o posto policial na sede da localidade de Caphirinzage, posto administrativo de Zóbue, distrito de Moatize, província de Tete, confirmou a polícia ao CanalMoz.
Acredita-se que haja mortos, pois houve troca de tiros entre agentes da PRM e os homens armados. Os referidos homens armados também se dirigiram ao Centro de Saúde local, donde retiraram diversos medicamentos.  


Fonte: Canalmz - 22.04.2014

segunda-feira, Abril 21, 2014

Algo pior que um governante ou político corrupto


Fonte: retirado do mural de Abdullah Abou

Gerais 2014: Daviz Simango e jovens do MDM traçam linhas mestras do manifesto eleitoral

O líder do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), Daviz Simango, e a Liga Juvenil do seu partido, a nível de cidade de Maputo, reuniram sábado último (19) na capital do país para definirem a estratégias de actuação nos pleitos eleitorais que se avizinham e estabelecerem as linhas que orientarão o seu manifesto eleitoral.
No encontro, os jovens do MDM apresentaram ao seu líder e candidato o que consideram serem os pontos a serem tidos em conta no processo de caça ao voto, com vista à concretização da "missão de revolução" em Outubro.
A inclusão de todos os moçambicanos no processo de desenvolvimento e no gozo do mesmo foi o ponto que mais se destacou nas diversas intervenções que, sob cânticos e aplausos, iam surgindo na sala.

Renamo não formalizou pedido de prorrogação do recenseamento eleitoral

A prorrogação do recenseamento eleitoral sugerida pela Renamo, que alega que não serão atingidas as metas até ao dia 29 de Abril “devido à paralisação propositada do processo” nas zonas onde tem aceitação por parte do eleitorado, não foi formalmente apresentada ao órgão responsável pela fiscalização dos processos eleitorais, a Comissão Nacional de Eleições.

Juiz legaliza detenção de Manish Cantilal

A detenção, no último sábado, 12 de Abril corrente, do empresário Moniz Carsane, mais conhecido nos meandros sociofamiliares por Manish Cantilal, indiciado de ser o mandante de quatro sequestros na capital do país, levanta o véu em relação a uma série de eventos relacionados com o crime organizado.
Na exaustiva investigação do Pro@Verdade, a nossa equipa de investigação apurou que Manish Cantital tornou-se, actualmente, no principal - Dealer – revendedor de recargas da maior empresa de telefonia móvel do país depois de vencer um concurso para o efeito. Sucede, porém, que um dos concorrentes que saiu derrotado do concurso “fez-lhe a cama” com a simulação de um suposto rapto da sua esposa.
A condição imposta para ‘travar’ a denúncia contra Manish Cantilal, por parte dos tentáculos do crime organizado, passava pela sua renúncia ao negócio de venda de recargas. Ao mais alto nível do judiciário, da magistratura e da Policia esse dossiê não é estranho, mas o que vigora é a capitulação do poder do Estado, iminentemente capturado. Ler mais

Moçambique a saque VII (fim)

Easy Link promete retratar-se quanto aos contratos com o TA
A empresa de rent-a-car, Easy link, que celebrou um contrato para a prestação de serviços com o Tribunal Administrativo (TA), mostra-se indignada com o facto de o nosso jornal ter desvendado, sem consulta prévia, as transacções chorudas que envolvem as duas partes. Segundo o ponto de vista de pessoas ligadas àquela empresa, a informação não devia ter sido publicada.

Governo diz que está fora de questão discutir paridade nas Forças de Defesa e Segurança

A delegação do Governo de Moçambique, no diálogo político com a Renamo, colocou de fora qualquer hipótese, esta segunda-feira (21), debater e aceitar as exigências apresentadas pela contraparte sobre a paridade nas Forças de Defesa e Segurança (FDS).

EXTORSÃO POLÍCIA DE TRÂNSITO

O “Mundo Crime” trouxe um caso de denúncia. Trata-se de uma situação de extorsão, que teve lugar no domingo dia 13 de Abril de 2014. O mesmo foi contra uma cidadã de nome Izilda Ibrahimo. A autora é uma agente de Polícia de Trânsito. Ver o vídeo (TIM)

Detidos 15 funcionários públicos por desvio de pensões no centro de Moçambique

Quinze funcionários públicos foram detidos em Manica, centro de Moçambique, em conexão com um caso de desvio de 21 milhões de meticais do erário publico, disse hoje à Lusa fonte da Procuradoria.
Firmino Emílio, porta-voz da procuradoria provincial de Manica, disse que os funcionários detidos, da direcção provincial das Finanças e da empresa pública Correios de Moçambique, desviaram o valor de providência social de centenas de pensionistas, a maioria antigos combatentes, em benefício próprio.

Polícia moçambicana à caminho do Brasil para garantir segurança no Mundial de Futebol

Um contingente da Polícia da República de Moçambique (PRM) está a caminho do Brasil onde vai reforçar o efectivo de segurança montado para o Campeonato Mundial de Futebol a iniciar em Junho próximo.
o efectivo moçambicano estará sob comando das autoridades brasileiras e a sua principal missão será garantir segurança nos estádios de jogos e na protecção das selecções que ali estarão alojadas.
Um dos estádios de destaque onde a participação policial moçambicana se fará sentir durante a competição, será no Estádio do Maracaná. Ler mais (Folha de Maputo)

Moçambique a saque VII (parte 3)

Carros em processo de alienação antes do tempo previsto
Na investigação do @Verdade detectámos, pelo menos, três viaturas em processo de alienação que violam o regulamento para o efeito. Trata-se de Honda Accet AAL-829-MP de 2010 e AAL-826-MP de 2011. Como também a Honda City AAL-828-MP de 2010. A alínea a) do artigo 5 esclarece que “o preço de venda corresponderá ao valor residual da viatura, cinco anos após a sua afectação ao requerente. No entanto, de 2010 a esta parte nenhum dos carros citados ultrapassou os cinco anos de uso com os requerentes. Ou seja, decorreram, na melhor das hipóteses, quatro anos.

Polícia apreende 200 cartas de condução por condução perigosa

A Polícia de Trânsito na província e cidade de Maputo apreendeu, nos últimos dois meses, mais de duzentas cartas de condução cujos titulares não conseguiram dar provas de estar habilitados para conduzir viaturas de transporte de passageiros.
De acordo com os responsáveis do sector, respectivamente Maria do Céu e João Matsinhe, citados pelo Notícias, a acção surge da necessidade de se impor maior rigor nas estradas das cidades de Maputo e Matola, que nos últimos tempos se transformaram em palcos de acidentes de viação de grande impacto, maior parte dos quais envolvendo viaturas de transporte de passageiros. Ler mais (Folha de Maputo)

Governos de Moçambique, Brasil e Japão Lançam última Ofensiva contra Resistência das OSC e Movimentos Sociais ao Prosavana

Maputo, 21 de Abril de 2014−A Equipa de Coordenação do Programa de Desenvolvimento da Agricultura nas Savanas Tropicais de Moçambique−Prosavana, constituída pelo Ministério da Agricultura através do Instituto de Investigação Agrária de Moçambique-IIAM (em representação do Governo de Moçambique), Agência Japonesa de Cooperação Internacional (representando o Japão) e a Agência Brasileira de Cooperação (em representação do Brasil), lança nos próximos 22 e 23 de Abril, na Cidade de Nampula, a última ofensiva de silenciamento e captura da pauta de reivindicação e luta das organizações da sociedade civil e movimentos sociais de Moçambique.

Camuflado em um suposto Seminário de Divulgação dos Resultados de Investigação Agrária no Corredor de Nacala, no qual participarão Movimentos e Organizações da Sociedade Civil (OSC), organizações de camponeses, empresas, instituições de ensino e de pesquisa, este encontro de Nampula representa a derradeira fase de consultas sobre o Prosavana, num acto que se pretende manipular e buscar legitimar o Programa junto das Comunidades do Corredor de Nacala, OSC, Movimentos Sociais que há mais de dois (anos) se opõem a este programa imperialista e colonial. Ler mais

Comandante da PRM atropela a lei eleitoral em Báruè

A comandante da Polícia da República em Báruè, na província de Manica, Angelina Muteto promoveu nesta ultima sexta-feira (16) a imagem do candidato da Frelimo, Filipe Nyusi em comício popular do Administrador realizado na localidade de Inhazónia. Ler mais

Moçambique a saque VII (parte 2)

Critérios de alienação
O Decreto nº 4/88, de 8 de Abril, estabelece, no seu artigo nº 1: “Fica autorizada a alienação de viaturas automóveis ligeiros de passageiros, de tipo utilitário, pertencentes ao Estado, no regime de opção de compra, a exercer pelo funcionário abrangido, nos casos em que a respectiva função determina a necessidade de afectação permanente de viatura de serviço”. O artigo nº 2 diz que, excepcionalmente, “a modalidade de alienação prevista no número anterior (nº 1) poderá abranger viaturas automóveis de outro tipo mediante decisão conjunta dos Ministros das Finanças, dos Transportes e Comunicações e da Administração Estatal”.

Dom Dinis Sengulane optimista nos resultados do diálogo político

O antigo bispo da Diocese dos Libombos da Igreja Anglicana manifestou, este domingo, optimismo relativamente às negociações entre o Governo e a Renamo, para o fim das hostilidades no país.
Apesar das últimas exigênciasdo maior partido da oposição que condicionou o seu desarmamento à paridade e controlo das Forças de Defesa e Segurança (FDS)  terem adensado o diálogo e se tornado um aparente foco de retrocesso, Sengulane, que é um dos observadores do diálogo, diz que há sinais encorajadores.

domingo, Abril 20, 2014

Renamo exige prolongamento do recenseamento, citando alegada exclusão em zonas de sua influência

Fernando Matouassanga, deputado e membro do Conselho Nacional da Renamo, convocou, esta quarta-feira, uma conferência de imprensa para denunciar a paralisação do recenseamento nas regiões sob forte influência do seu partido e de outras irregularidades constatadas pelos cinco deputados que integravam algumas brigadas que visitaram os distritos. A Renamo considera tratar-se de uma situação planificada e por isso insiste na necessidade de prorrogação do período de recenseamento.

A última entrevista de Kumba Yala à VOA: "sou um cidadão engajado"

A 19 de Novembro do ano passado, o agora falecido Kumba Yala concedeu uma entrevista à Voz da América, que terá sido uma das suas últimas entrevistas à imprensa internacional.

Kumba Yala, a última entrevista - 13:37

Fonte: VOA - 04.04. 2014

Oposição zambiana critica mutismo do Presidente Sata após agressão

Hakainde Hichilema, chefe dum partido da oposição na Zâmbia,  apelou quarta-feira ao Presidente zambiano, Michael Sata, para ordenar a detenção dos quadros e outros membros do partido no poder, a Frente Patriótica (PF), que o agrediram  durante a sua passagem por uma estação de rádio privada, sábado passado.

Quadros do partido no poder atacaram Hichilema e a sua delegação, forçando este líder do Partido Unido para o Desenvolvimento Nacional (UPND) a escapar pelo teto do edifício da estação de rádio privada na localidade de Ndola, na província nortenha de Copperbeld, aonde se deslocara para uma emissão. Ler mais (panapress)

Oposição defende poder efetivo de ilhas em Cabo Verde

O Movimento para a Democracia (MpD), o principal partido da oposição em Cabo Verde, apresentou, na cidade da Praia, um modelo de regionalização a ser debatido no quadro de um processo de descentralização que confira às ilhas o “poder efetivo” de tomarem decisões “relevantes e fundamentais” para o seu desenvolvimento humano equilibrado, soube a PANA na capital cabo-verdiana de fonte partidária.

A proposta, apresentada terça-feira conjuntamente pelo presidente do MpD, Ulisses Correia e Silva, e o seu adjunto, Luís Filipe Tavares, precisa que a visão estratégica do partido é a criação de autarquias regionais, que permitam “o acesso perene de todas as ilhas/regiões aos benefícios do crescimento e desenvolvimento económico existentes atualmente no país”.

Moçambola’2014: Ferroviário de Nampula ‘humilha’ locomotivas de Maputo

A quinta jornada da primeira volta do Moçambola-2014 foi marcada por alguns resultados desnivelados, com destaque para a goleada imposta pelo Ferroviário de Nampula ao seu homónimo da capital do país, por 3-0.A Liga Muçulmana e o Maxaquene também humilharam os seus opositores, respectivamente o Ferroviário de Quelimane e o Desportivo de Nacala, por 5-1 e 4-0.

Investimentos da Vale Moçambique poderão atingir US$ 8,2 biliões de dólares

A companhia mineira Vale Moçambique prevê, com a conclusão da linha férrea que vai ligar a região mineira de Moatize, na província central de Tete, e o porto de águas profundas de Nacala-a-Velha, norte do pais, atingir a cifra de 8, 2 biliões de dólares em investimentos.
O facto foi revelado por Sérgio Chitará, da Vale Moçambique, durante o lançamento, semana passada, em Maputo, da iniciativa de Vínculos de Negócios e Desenvolvimento de Fornecedores.
Chitará reiterou que a infra-estrutura duplicará a capacidade de escoamento de carvão da companhia.

Recenseamento eleitoral no estrangeiro

No estrangeiro, o recenseamento eleitoral decorreu de 16 de Março a 14 de Abril do corrente ano, em países de África e Europa. Moçambicanos que vivem fora do país podem recensear-se e votar nas embaixadas de Moçambique. Para as últimas eleições gerais, em 2009, 60.429 moçambicanos nos nove países foram registados. Este ano, tendo sido recenseados 74.148 potenciais eleitores:
África do Sul - 43.348
Tanzânia - 8477
Zimbabwe - 7509
Malawi - 6528
Suazilândia - 4064
Zâmbia - 2001
Quênia - 693
Portugal - 1199
Alemanha - 525.

Fonte: Boletim sobre o processo político em Moçambique Número EN 14 - 20 de abril de 2014

MANIFESTO ELEITORAL DO MDM



A liga da juventude do MDM apresentou ao candidato as eleições presidenciais de Outubro próximo, Davis Simango, vários problemas que preocupam os jovens tais como emprego e exclusão social.

Fonte: TIM - 20.04.2014

DETENÇÃO DE TRAFICANTES DE DROGAS

A Polícia da República de Moçambique desmantelou hoje um esquema de tráfico de drogas no bairro de Mafalala, na Cidade de Maputo.
A operação que foi algo de filmagem em tempo real culminou com a detenção de mais de 10 pessoas envolvidas no negócio de drogas. Ver o vídeo

MEMBROS DO MDM DETIDOS



DESCRIÇÃO - Membros do MDM foram detidos ao serem surpreendidos na posse de 36 cartões de eleitores supostamente recolhidos para suportar a candidatura do a Presidente da República de Daviz Mbhepo Simango. Os envolvidos dizem tratar-se dum trabalho político e que não vêem razões para a sua detenção.

Fonte: TIM - 20.04.2014

Dengue ressurge em Pemba 30 anos depois

A Dengue, uma doença causada pela picada do mosquito, ressurgiu na cidade de Pemba, com as autoridades locais a apontarem como uma das principais causas as fortes chuvas que assolaram em março a capital da província de Cabo Delgado.
Não há ainda óbitos, mas nos quatro bairros afectados, dos vinte e cinco casos diagnosticados, 16 deram resultado positivo.
A Dengue é uma doença infecciosa muito séria que pode matar e é causada pelo vírus chamado DENV – parente do vírus da Febre Amarela – que é transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti. Ela constitui um sério problema de saúde pública no Brasil e em muitos outros países da América Latina.

Fonte: Rádio Moçambique - 20.04.2014

Moçambique a saque VII (parte1)

Olha-se para o edifício do Tribunal Administrativo e ficam muitas questões por colocar. A pesada mancha de atropelamentos aos procedimentos legais adensa-se quando se consultam os critérios para a alienação de viaturas e o Diploma Ministerial que estabelece os limites de combustível por veículo. Apesar do hermetismo do Ministério das Finanças, no TA a lei continua a ser escamoteada. Efectivamente, um despacho de Manuel Chang, ministro das Finanças, é claro: “É fixado em 2.000,00 meticais/mês o subsídio de combustível, manutenção e reparação de viaturas, seguindo-se o mesmo critério ora praticado quanto à imputação na tabela de despesas do respectivo órgão ou instituição do Estado”. No entanto, no TA ocorrem gastos acima de 60.000.00 meticais/mês nas viaturas de apenas um juiz conselheiro...

Exclusão de Dhlakama das eleições pode ser fatal para a democracia moçambicana

Em Moçambique, a opinião pública é unânime em afirmar que uma eventual exclusão do líder da Renamo Afonso Dhlakama das eleições presidenciais de Outubro seria fatal para a democracia e iria atiçar o conflito político-militar que dura há mais de um ano.

Excluir Dhlakama das eleições pode ser fatal para democracia - 3:00

Falta pouco mais de uma semana para terminar o recenseamento eleitoral, e o líder da Renamo ainda não se recenseou, o que constitui motivo de preocupação para muitas pessoas.

JOVENS DEVEM REDOBRAR ESFORÇOS NA FISCALIZAÇÃO DO PROCESSO ELEITORAL

Falando a AIM momentos após o encontro que manteve, ainda hoje, em Maputo, com a Liga da Juventude do MDM, Simango, que é também candidato por este partido as próximas presidenciais, disse que a juventude moçambicana está preparada e madura para conquistar o poder.

Os jovens querem que, de facto, nós fiscalizemos o processo eleitoral, afirmou Simango, salientando que a camada juvenil quer ainda que o partido inclua aspectos essenciais nas políticas que tem a ver com esta camada social.

Simango, actualmente edil da cidade da Beira, a segunda principal urbe do país, e que negou que o encontro de hoje fosse pré campanha rumo ao pleito de Outubro, disse que a juventude daquele partido manifestou interesse em estar no terreno para trabalhar e mostrar aos moçambicanos que esta terra lhes pertence.

Governo de Moçambique contente com posição da Renamo sobre desarmamento

O Governo moçambicano está satisfeito com o "volte face" da Renamo no diálogo politico, depois de ter exigido paridade nos cargos de «chefias das Forças Armadas de Defesa e Segurança.
Segundo o chefe-adjunto da equipa negocial do Governo, Gabriel Muthisse, a Renamo aceita integrar os seus homens armados nas forças governamentais e entregar o seu material bélico.

Tolerância de ponto pela Páscoa gera controvérsia em Moçambique

Em Moçambique o Governo concedeu tolerância de ponto durante todo o dia da sexta-feira santa, prolongando o fim-da-semana.

Moçambique: Tolerância de ponto gera polémica 2:30

É a primeira vez que o executivo moçambicano concede tolerância de ponto durante todo o dia para assinalar um evento de carácter religioso desde a independência em 1975.

sábado, Abril 19, 2014

ULTIMA HORA: FALSO MEMBRO DETIDO POR BURLA

Um sujeito que se auto-intitula de Dr. Da Cunha, encontra-se desde a manhã de hoje, sábado, dia 19 de Abril, a ver o sol pelos quadradinhos, na 2ª esquadra, no Bairro de Muahivire, por ter extorquido alguns cidadãos que pretendiam emprego no Conselho Municipal de Nampula.

O caso foi despoletado por dois Jovens, residentes no Bairro de Muhala, arredores da cidade de Nampula, fartos de tanto esperar pelo emprego que nunca aparecia, depois de terem pago, uma quantia de 2500 Meticais cada um, ao Dr. Da Cunha, decidiram intentar uma acção criminal contra este.

STAE admite existência de cartões falsos em Nampula

O Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) em Nampula admite que estão a ser emitidos cartões de eleitores falsos, ou seja, sem as impressões digitais, supostamente porque as máquinas não detectam as impressões digitais dos seus proprietários em virtude de desenvolverem trabalhos que desgastam as mãos.

ANADARKO PESQUISA PETROLEO EM TERRA

Esta será a primeira operação liderada pela Anadarko em terra, depois dos sucessos alcançados no mar (“offshore”), da bacia sedimentar do Rovuma, onde a multinacional americana terá descoberto pouco mais de 60 Tcf (triliões de pés cúbicos de gás).

sexta-feira, Abril 18, 2014

Sonhando

Quero estudar emackwa. A filial da UP em Nampula tem esse algum curso de amackwa? Comecando pela ordem, estudei português, francês, inglês, sueco e nos últimos anos o espanhol. Sinto vergonha por nunca ter estudado emackwa, mas sei que falo melhor e com muito (mais, se eu não duvidasse assim escreveria) orgulho esta minha língua materna agora e de longe que antes e na nação.
Espero que não seja apenas um sonho.